sábado, 8 de maio de 2010

Crítica: Garcia e Rodrigues


Foto: Revista Programa, JB

Soube ontem pela Revista Programa, do JB, que iria começar mais uma Restaurant Week aqui no Rio. Para que não sabe, trata-se de uma prática iniciada em Nova York, na qual alguns restaurantes, especialmente os mais caros, disponibilizam um cardápio reduzido com preços mais em conta, incluindo entrada, prato principal e sobremesa. A ideia é bem legal, pois incentiva mais clientes em potencial para conhecerem um restaurante (ninguém merece comer caro e mal, né?) e permite que as pessoas conheçam a alta gastronomia.

Diante da notícia, chamei minha mãe para almoçar hoje no Garcia e Rodrigues, um dos restaurantes participantes. Não tinha reparado direito quando iria se iniciar a tal semana, então assim que percebi que não havia qualquer referência da Restaurant Week no cardápio, perguntei ao garçom Sandro se ela já tinha começado. Ele foi perguntar para alguém e voltou declarando que sim. Sendo assim, pedi para ele me informar quais os pratos participantes. "Linguado ao Molho de Camarões e Steak au Poivre". Minha mãe pediu o primeiro e eu o segundo.

Não nos foi oferecida a entrada a que teríamos direito, mas anteriormente havia chegado o couvert. Vem uma cesta de pães variados, chips de batata baroa, manteiga, pasta de queijo e outra de tomates secos. Os pães são bons, mas sinceramente, ainda prefiro o do Olive Garden e o biscuit do Red Lobster (tem receita deste aqui no blog). O resto, nada de mais, o do La Mole supera. O que realmente fez diferença e eu gostei bastante foram uns hors d'œuvres de massa choux com recheio de queijo e ervas.

Chegaram nossos pratos principais. O que eu pedi foi esse aí da foto. Não tem muito o que errar com filet mignon, né? Estava bom, correto, nada de mais. Minha mãe já fez medalhões melhores (eu ainda não acertei a fazer carne do jeito que gosto, por isso que não tem aqui no blog :P). Não é porque é comida de mãe não, eu falo quando está ruim... O prato dela parece que estava bom também, mas nada que a fizesse dizer "miam miam".

Após, perguntamos ao garçom quais eram as sobremesas "participantes". Ele citou umas 3 ou 4 e escolhemos o crumble de pêssegos e framboesa com sorvete de hortelã. Achei que estava muito ácido.

Quando veio a conta, a surpresa: R$ 206,25. Como assim? Como se pode ver na foto acima, diretamente retirada da Revista Programa do JB, o preço é R$ 27,50, incluindo entrada, prato principal e sobremesa. O garçom foi chamar o maitre, que por sua vez foi checar com o gerente. A Restaurant Week só começa na segunda. Se o problema fosse esse, beleza, engano meu. Entretanto, o garçom agiu de má-fé o tempo inteiro fazendo a gente acreditar que estávamos participando da promoção e restringiu consideravelmente nossas opções de pratos. Sinceramente, você pagaria R$ 62,00 nesse Steak au Poivre aí de cima? Nem se fosse feito pelo Robuchon... Quando eu vou para um restaurante caro eu quero comer algo melhor do que o que eu faço em casa. Pelo mesmo preço eu teria pedido o risoto de açafrão com cavaquinha. Ou melhor, teria ido no Zuka, ali ao lado, onde os pratos são ligeiramente mais baratos e bem mais saborosos, já que mais originais. Como estou numa fase zen, não criei encrenca, pagamos e fomos embora.

Como achei que a comida não vale o preço cobrado, já que não tem nenhuma inovação, nenhum ingrediente exótico, etc, não voltarei lá, considerando, ainda, a absurda má-fé do garçom., acobertada pelo maitre. Brasileiro tem que entender que steak su poivre é prato de bistrô. Bistrô, apesar do nome francês, não é restaurante sofisticado. Pelo contrário, é um restaurante pequeno, com preços moderados e que não tem menu fixo, servindo pratos do dia, normalmente clássicos franceses. Mas aqui, tudo relativo a bistrô virou sinônimo de coisa chique. Vai entender...

3 comentários:

Anônimo disse...

Que absurdo, hein!
Concordo inteiramente, para pagar o prato cheio vc teria a livre escolha e nao um prato banal.
Já fui lá algumas vezes e reparei que sao muito desorganizados.
Este foi um pesadelo week.
bjs

Camila disse...

Mas nessa vez não foi desorganização, não, foi má-fé mesmo, pr o garçom foi lá perguntar antes e se fez de idiota. ¬¬

Daniela disse...

Mesmo depois da sua experiencia horrivel, eu acabei indo no Garcia e Rodrigues no restaurant week. Eh que a minha mae eh apaixonada por esse restaurante e eu acabei indo. Eu gostei mto, mas realmente o que fizeram com voce foi mto feio. Nao sei de quem foi a ma fe, se foi do garcon, do gerente, ou quem quer que seja, mas isso pega mto mal pro nome do restaurante.
bjsss

ShareThis

Related Posts with Thumbnails